História

A Ideia

A EPGE foi criada a partir de uma ideia existente nos meados da década de 80, quando se reconhecia a existência de assinaláveis insuficiências na formação técnico profissional de base, no sistema de ensino português. Este projeto de Escola pretendeu contribuir para o desenvolvimento e consolidação de um modelo – o do ensino profissional – no qual se tem empenhado desde a primeira hora.

Em resposta ao desafio que o Estado Português lançou à sociedade civil, na época, foi fundada a EPGE, em Agosto de 1989, com o intuito de formar técnicos intermédios qualificados, de forma a responder às crescentes necessidades do mercado de trabalho, resultantes do desenvolvimento tecnológico e das exigências decorrentes da integração de Portugal na União Europeia.

 

O Nome da Escola

Aquando da criação da Escola, houve a necessidade de encontrar uma denominação que identificasse com clareza as nossas referências. Analisadas as várias propostas, foi escolhido o nome de “Gustave Eiffel”, emérita individualidade da História da Engenharia, responsável pela construção de grandes obras de arte, algumas delas em Portugal. O seu trabalho caracterizou-se por uma grande preocupação pelos aspectos humanos, bem como pela inovação, o recurso a novas técnicas e tecnologias, sendo de realçar o espírito de iniciativa e universalidade do seu trabalho, tendo construído e espalhado a sua obra em vários países e continentes. Por último, não é despiciendo o facto de se tratar de um engenheiro químico que se dedicou a outras áreas do conhecimento, resultado certamente de uma formação de base de espectro largo tal como a que pretendemos implementar na nossa Escola.

Algumas das obras mais importantes de Gustave Eiffel estão representadas no símbolo da EPGE: a ponte D. Maria, no Porto, construída entre 1875 e 1877 e a Torre Eiffel, em Paris, construída entre 1887 e 1889.

 

GUSTAVE EIFFEL (1832-1923)

 

Gustave Eiffel, IngŽnieur franais (1832 Ñ1923)photo de Nadar. ©MP/Leemage AA094888 dbdocumenti 234 320 300 2766 3780 Scala di grigio Gustave Eiffel nasceu no dia 15 de dezembro de 1832, em Dijon (França), no seio de uma família abastada.

Em 1843, Eiffel entrou para o Collège Sainte Barbe, tendo frequentado, a partir de 1852, a Escola Central de Artes e Ofícios de Paris, onde obteve resultados brilhantes, adquirindo o diploma de engenheiro químico ao fim de três anos. Trabalhou durante alguns meses numa fábrica de pólvora e numa companhia de caminhos-de-ferro.

A partir de 1856, tornou-se no braço direito de Charles Nepveu, um construtor de máquinas a vapor e de material para caminhos-de-ferro. Graças ao progresso da metalurgia, a construção metálica teve nesta época um grande impacto. Eiffel fez o seu primeiro grande trabalho, a ponte ferroviária de Bordéus, com apenas 26 anos, obra que o tornou reconhecido.

.

..

.

 ponte_maria_pia_porto_1900Gustave Eiffel trabalhou para várias companhias de caminhos-de-ferro, não só em França, bem como no mundo inteiro. Associado a Théophile Seyrig, construiu o Viaduto da linha Commentry-Gannat e a partir de 1872 começaram a surgir propostas do estrangeiro. São exemplos a Estação de Caminho de Ferro de Peste (Hungria, 1877) e a audaciosa Ponte D. Maria Pia sobre o Douro, no Porto (Portugal, 1875-77), o que lhe conferiu estatuto internacional.

Para além destas importantes obras que asseguraram grandemente a publicidade da empresa, Eiffel realizou a estrutura metálica de muitos edifícios, a Sinagoga da “Rue des Tournelles” em Paris, fábricas de gás, a loja “Le Bon Marche”, a sede do “Crédit Lyonnais” em Paris, a estrutura interna da Estátua da Liberdade de Bartholdi.

.

estatua liberdadeO auge da sua carreira de construtor foi a torre de 300 metros de altura à qual foi atribuída o seu nome. Este monumento foi realizado para celebrar o centenário da Revolução Francesa na Exposição Universal de 1889. Após dois anos de trabalho intenso, a Torre Eiffel foi finalmente inaugurada a 31 de março de 1889, com muito sucesso, e aberta ao público a 15 de maio desse ano.

No entanto, para assegurar a imortalidade da sua obra, deu-lhe uma utilização científica: a telegrafia sem fio e as experiências do Gerenal Ferrié em 1902.

A torre foi posta à disposição do Ministro da Guerra em 1903. Em 1934, a Torre Eiffel serviu de antena à 1.ª emissão de televisão. Já reformado Gustave Eiffel dedicou-se à construção de um atlas meteorológico e sobretudo a experiências na área da aerodinâmica.

Gustave Eiffel faleceu a 28 de dezembro de 1923, em Paris, deixando-nos uma extensa e importante obra.

.

Principais obras realizadas em Portugal:

1875 – Ponte D. Maria, sobre o rio Douro, no Porto

1877 – Ponte dupla (rodoviária e ferroviária) de Viana do Castelo; Ponte sobre o rio Tâmega.

1880 – Pontes na linha férrea da Beira Alta.

1885 – Estação de caminhos-de-ferro de Lisboa a Sintra; 15 pontes na linha de Lisboa a Sintra.

.

eiffel2

.

 

Voltar ao Topo da Página